A cirurgia hepática compreende várias operações do fígado para diferentes doenças. A operação mais comum realizada sobre o fígado é uma ressecção (retirada de uma parte do fígado). A indicação mais comum para a ressecção hepática é um tumor maligno.

Os tumores podem ser primários (desenvolvidos no fígado) ou metastáticos (desenvolvido em outro órgão, que em seguida, migrou para o fígado). A maioria das metástases hepáticas são provenientes de tumores do intestino grosso, mas podem ser originados de tumores em vários outros órgãos como pulmão, pâncreas. Um tumor único ou mais de um tumor a depender de suas localizações e tamanho podem ser ressecado com sucesso, com sobrevida de 5 anos tão alto quanto 60%.

Pacientes candidatos a ressecção hepática são cuidadosamente avaliados por uma equipe multidisciplinar que inclui o Cirurgião do Aparelho Digestivo, Radiologista, Gastroenterologista Clínico e Oncologista Clínico (em caso de tumores). Casos de ressecções hepáticas realizadas em pacientes com doença tumoral extra-hepática podem aliviar os sintomas causados pelo tumor, mas oferece pouca melhora na sobrevida.

Alguns tipos de tumores benignos do fígado (cistos, hemangiomas, adenoma) podem ser controlado com sucesso por ressecção hepática, mas devem ser cuidadosamente avaliados, caso a caso, pelo Cirurgião do Aparelho Digestivo. Se a localização de um tumor benigno é superficial e de pequena dimensão, a operação pode ser realizada por via laparoscópica (através de pequenos furos no abdômen durante a visualização através de uma câmera de vídeo).

Geralmente uma ressecção hepática leva cerca de 2 a 5 horas e pode ser realizada, muitas vezes, sem a necessidade de transfusão de sangue. Até um terço do tecido do fígado pode ser removido com segurança. A permanência hospitalar varia muito, mas geralmente se situa entre 3 a 5 dias. Uma grande parte do fígado se regenera próximo ao seu tamanho antes da cirurgia em 6 a 8 semanas. Em caso de dúvidas procure o Cirurgião do Aparelho Digestivo para que este possa lhe orientar e explicar qual o melhor tratamento para o seu problema.

< Voltar para o menu inicial